Esse Papa não está no gibi: Não estava!

O empresário Jonathan Lin está para lançar uma revista de gibi no estilo “mangá” cujo principal personagem é o Papa Bento XVI. O gibi será distribuído gratuitamente em Madri durante a Jornada Mundial da Juventude em agosto. São 300.000 exemplares em inglês e espanhol.

O nome da revistinha é Habemus Papam e Lin diz que os gibis serão distribuídos nas igrejas, hotéis, albergues da juventude, escolas, metrô, aeroporto, quiosques de informação, atrações turísticas e eventos.

Lin tem 36 anos e é o fundador e editor do Manga Hero – uma empresa que produz revistas em quadrinhos no estilo japonês localizada em San Raphael, CA. Seus personagens são heróis e heroínas marcados pela honra, sacrifício, coragem, fé, amor e sabedoria.

“Nós quisemos usar “mangá” como uma ferramenta para mostrar para a juventude e para o mundo que a Igreja não tem medo da modernidade e nem da cultura em evolução. Ela não tem medo de usar, neste caso, os novos e atraentes tipos de mídia que permitem a conexão com os jovens no seu próprio ambiente.”

Ele notou que o Papa João Paulo II tinha pedido que fossem utilizadas novas formas de meios de comunicação que abrangessem os jovens, a fim de se construir uma “cultura de amor e dignidade”, e a “mangá” é este meio.

A revistinha terá 32 páginas, e os personagens ajudarão a contar a história de Bento XVI, um papa que ele diz ser “amável, sábio e muito inteligente e que se preocupa muito com o seu rebanho“.

Lados opostos. Compare o Habemus Papam desse jovem com o do cineasta Nanni Moretti. Compare e analise a forma diferente como exploram o tema. Perceba a diferença de objetivos a serem alcançados.

Eu assisto muitos filmes, mas sempre curtia os gibis na minha juventude. Resta saber quem será mais bem sucedido. Eu sei pra quem vou torcer.

Anúncios

Era digital: 7 razões de Bento XVI para interagir online

Este ano foi testemunha da influência de ferramentas tipo Twitter como meio de comunicação eficaz em países onde a censura tentava impedir o burburinho de uma revolução. Em muitos desses lugares, é a Internet que possibilita atualmente a divulgação dos fatos como e quando eles acontecem.

O que fazer quando o jornalismo local é vendido ou sequestrado pelos interesses de uns poucos, quando fica impossível formar opinião e tomar decisões baseadas em fatos reais, e onde o medo ou o conformismo paralisa e cala a voz de muitos?

O Papa Beato João Paulo II viveu numa época de perseguição, conheceu a que ponto a crueldade humana é capaz de chegar, e por isso mesmo sua mensagem “Não tenhais medo!” é de um peso enorme. Tanto que muitos reconheceram sua influência no mundo e conspiraram para calar sua voz. Ele continuou, sem medo, sendo um catalisador da comunicação da verdade, até o fim. E não era de se esperar menos de um santo.

Não me esqueço da última vez que ele apareceu em público, numa espécie de janela para o jardim das oliveiras, onde era quase palpável sua angústia por não mais ser capaz de se comunicar com aqueles que ele tanto amou. Continuar lendo

O destino do dinheiro da Cáritas brasileira

Hoje venho solicitar a colaboração do leitor.

Quem já não precisou da ajuda de alguém? A gente nasce precisando das pessoas; e a primeira a nos apoiar é nossa mãe. Mas e quando a criança é abandonada pela mãe ou perde os pais?

A nossa realidade é outra, e muitas vezes nos esquecemos que ainda hoje temos órfãos de guerra na África e no Oriente Médio. Não precisa ir muito longe, temos os nossos próprios órfãos.

“Após os horrores e devastações da Segunda Guerra Mundial, o Venerável Pio XII quis mostrar a solidariedade e a preocupação de toda a Igreja diante de tantas situações de conflito e emergência no mundo. E o fez dando vida a um organismo que promovesse no âmbito da Igreja universal uma maior comunicação, coordenação e colaboração entre as numerosas organizações caritativas da Igreja nos diversos continentes.”- (Bento XVI, 27/11/2011, 19a Assembléia Geral da Caritas Internacional)

No seu discurso aos membros da Cáritas reunidos na 19a Assembléia Geral, o Papa, mais uma vez, diz muito com poucas palavras, e prossegue Continuar lendo

Novo filme italiano: Habemus Papam

-x-

O filme, supostamente uma comédia, foi lançado em Cannes sexta-feira, 13.

Após a morte do papa, inicia-se o conclave para a escolha de um novo pontífice. Nenhum dos cardeais deseja ser o escolhido, e quando um deles Continuar lendo

Liturgia: tradição e progresso

Do discurso do Papa ao Instituto Litúrgico Pontifício em 06 de maio de 2011…

Não raro, contrapõe-se, de maneira desajeitada, tradição e progresso. Na verdade, os dois conceitos estão integrados: tradição é uma realidade viva, que por isso inclui em si o princípio do desenvolvimento, do progresso.

A liturgia,…, vive de uma relação correta e consistente entre a sã traditio e a legítima progressio. Continuar lendo

Briga: Quem leva o Papa?

Foto: AP

VENEZA: As más linguas podem falar o que quiserem, mas não há como negar a influência da presença papal. Neste caso porém, foi um acontecimento um tanto bizarro.

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, a visita do Papa Bento XVI a Veneza causou uma certa comoção entre os condutores de gôndola, chegando ao cúmulo de um deles afirmar, na esperança de ser um dos escolhidos para conduzir o passeio do papa, que teria tido uma visão de Padre Pio .

A competição por uma oportunidade como essa é fácil de se imaginar. Mesmo se o condutor não for católico, só a publicidade que ele receberia já é motivo suficiente para procurar um lugar ao sol.

Não aguento mais. É uma pena que o próprio papa não possa ele mesmo conduzir a gôndola, se pudesse eu lhe daria um remo e ele poderia passear sozinho” disse irritado Aldo Reato, chefe do condutores, a um jornal local.

Não existe um protocolo estabelecido sobre a escolha dos condutores em casos como este. No final, foram escolhidos dois pares rivais. Um deles disse: Isso é muito emocionante. Eu até me confessei ontem.

Sábia decisão.

Agora, nunca fui à Veneza, mas segundo me consta, os condutores são famosos por suas performances musicais. Fico aqui pensando o que será que eles cantaram para o Papa. O que vocês acham?

E assim estréio aqui no WordPress. Divulgue! 🙂

——

Gostaria de pedir ao leitor que fizesse a gentileza de avaliar o artigo marcando logo abaixo quantas estrelinhas o texto merece. Dê a sua nota. Participe!E se você quiser mais artigos sobre esse assunto, clique no botão “LIKE” logo abaixo, acima da caixa de comentário. Ajude o blog a crescer na direção daquilo que lhe interessa.