O corretivo do padre

Até onde vai a autonomia de um padre? A que lhe obriga o voto de obediência? E por que não perguntar: onde é que o rio faz a curva?

Pe Pfleger é famoso em Chicago, diria até no país inteiro, por ser um padre que utiliza meios não muito ortodoxos em seu trabalho. Na cidade da Oprah e do Obama, padre também vira celebridade.

Em 2000,  ele veio dar uma palestra numa paróquia onde eu trabalhava na época. Lembro-me que ele tinha dois guarda-costas, e curiosa, pedi mais informações para alguém. Me disseram que ele era polêmico, que tinha um filho adotivo, e que sofria ameaças de morte.

De fato, o padre mexeu em caixa de marimbondo quando Continuar lendo

Anúncios

Chesterton e a defesa do casamento

O que fazer quando a confusão verbal é seguida por uma confusão moral (para não dizer mental)?

Hoje trago aqui um artigo escrito por Dale Ahlquist, a maior autoridade em Chesterton nos Estados Unidos, publicado no site canadense LifeSiteNews:

Cem anos atrás, G.K. Chesterton alegava que o maior perigo representado pelo “Estado Forte” (Big Government) é que ele enfraquece a família. Isso é feito de várias formas, certamente de forma óbvia na educação pública, que substitui a autoridade da família, mas também, em muitos aspectos o papel da família, as funções da família.

Mas agora existe um movimento, parte de uma cultura moderna que tenta redefinir tudo, tentando conseguir que o governo redefina a família. Palavras são politizadas. Palavras degeneram. Palavras e significados já não se encaixam uns nos outros. A confusão verbal é seguida por uma confusão moral.

A grande batalha que travamos agora neste país é a guerra pela palavra “casamento”. Infelizmente, nas duas últimas gerações, estamos perdendo. Começamos a perder esta guerra quando não fomos capazes de impedir a legislação que permitia o divórcio sem culpado, ou que poderia ser mais precisamente descrito como “adultério em série”, o ato de jogar fora uma promessa antiga e fazer outra de forma bastante precária . Chesterton diz que Continuar lendo

Indesejada: dotes insuficientes

Mulheres protestam na India

A Índia não faz muito parte de nosso cotidiano, parece algo tão distante. Segundo a Wikipedia, existem menos de 2,5% cristãos na Índia. A Globo algum tempo atrás, passou uma novela em que os protagonistas eram indianos de várias castas e mostrou o drama de cada um. No cinema tivemos “Quem quer ser um milionário?” (Slumdog Millionaire) que mostrou a realidade das favelas e dos meninos de rua indianos. Obras de ficção, expondo de certa forma uma realidade muitas vezes desconhecida. Assisti o filme, não assisti a novela. Continuar lendo

Chesterton e o Bispo intolerante

Considerando-se que hoje em dia a informação está ali na sua frente no click de um mouse, e os bytes viram megas gigas e teras, a impressão que tenho às vezes é que todo dia é dia de São Silvestre no asfalto da information highway. Eu acredito que a genética tem lá o seu papel no desempenho dos atletas e se o cérebro fosse um músculo alguns seriam um mini-Schwarzenegger-míster-universo cinzento.

No tempo da minha avó, as coisas eram mais simples, elas eram o que eram e ponto final. Ela não teve o benefício de uma máquina de lavar roupas, muito menos chegou sequer a ver um computador ao vivo e à cores. Mas quando se trata de informação e formação de consciência, facilidade e rapidez de acesso não se traduz em clareza e certeza. Muitas vezes precisamos de intérpretes. Continuar lendo

ONU Empurra Direitos Homossexuais

NOVA YORK, 19 mai (C-FAM) A burocracia da ONU está aumentando seus esforços para descriminalizar o comportamento homossexual e normalizar a sua aceitação entre os Estados membros, sem autorização ou consenso governamental . Continuar lendo

Bíblia garante: o mundo acaba neste sábado

É isso mesmo. E você aí preocupado com a decisão do STF e a situação do PL122. Tolinhos.

Pra quê? O mundo acaba sábado. E você achando que era em 2012… tsc tsc… Atualize-se! Continuar lendo

O que diria Chesterton sobre a visão do STF

Fui recorrer a Chesterton para saber o que pensar sobre a decisão unânime do STF sobre a união “homoafetiva”. Continuar lendo

Tolerância intolerante: o que Nova York tem a ver com Brasília

O autor deste artigo que trago hoje está num outro hemisfério, mas até parece profecia daquilo que acontece no Brasil, e me faz lembrar de um video que o Jorge Ferraz publicou no blog dele. Leia primeiro o artigo abaixo, e depois leia e assista o vídeo lá no Deus lo Vult e veja por si só. Que país é esse em que o simples ato de protesto contra uma lei faz de si um criminoso?

Matrimonio: o cerne de toda civilização

por Arcebispo Dolan, Arquidiocese de Nova York Continuar lendo

Novo filme italiano: Habemus Papam

-x-

O filme, supostamente uma comédia, foi lançado em Cannes sexta-feira, 13.

Após a morte do papa, inicia-se o conclave para a escolha de um novo pontífice. Nenhum dos cardeais deseja ser o escolhido, e quando um deles Continuar lendo

Direitos das mulheres: 10 pontos sobre o Encontro das ministras

Tenho observado com uma certa curiosidade as notícias sobre uma reunião extraordinária que aconteceu esta semana em Luanda, Angola.

Para quem não sabe do que estou falando, explico: Continuar lendo

Frutos do Vatican Blog Meeting

Pelo que pude observar, já estão pipocando nos quatro quantos do mundo iniciativas derivadas do encontro de blogueiros no Vaticano. E não era para menos.

  1. EUA: Workshop “Christ and the New Media“;
  2. PORTUGAL: “Formação Prática em Novas Tecnologias de Comunicação
  3. BRASIL: Região Sul: Primeiro Mutirão Regional de Comunicação

Se você souber de algum evento em sua diocese pertinente ao assunto, me avise que eu coloco aqui.

——

Gostaria de pedir ao leitor que fizesse a gentileza de avaliar o artigo marcando logo abaixo quantas estrelinhas o texto merece. Dê a sua nota. Participe!E se você quiser mais artigos sobre esse assunto, clique no botão “LIKE” logo abaixo, acima da caixa de comentário. Ajude o blog a crescer na direção daquilo que lhe interessa.

Liturgia: tradição e progresso

Do discurso do Papa ao Instituto Litúrgico Pontifício em 06 de maio de 2011…

Não raro, contrapõe-se, de maneira desajeitada, tradição e progresso. Na verdade, os dois conceitos estão integrados: tradição é uma realidade viva, que por isso inclui em si o princípio do desenvolvimento, do progresso.

A liturgia,…, vive de uma relação correta e consistente entre a sã traditio e a legítima progressio. Continuar lendo

Briga: Quem leva o Papa?

Foto: AP

VENEZA: As más linguas podem falar o que quiserem, mas não há como negar a influência da presença papal. Neste caso porém, foi um acontecimento um tanto bizarro.

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, a visita do Papa Bento XVI a Veneza causou uma certa comoção entre os condutores de gôndola, chegando ao cúmulo de um deles afirmar, na esperança de ser um dos escolhidos para conduzir o passeio do papa, que teria tido uma visão de Padre Pio .

A competição por uma oportunidade como essa é fácil de se imaginar. Mesmo se o condutor não for católico, só a publicidade que ele receberia já é motivo suficiente para procurar um lugar ao sol.

Não aguento mais. É uma pena que o próprio papa não possa ele mesmo conduzir a gôndola, se pudesse eu lhe daria um remo e ele poderia passear sozinho” disse irritado Aldo Reato, chefe do condutores, a um jornal local.

Não existe um protocolo estabelecido sobre a escolha dos condutores em casos como este. No final, foram escolhidos dois pares rivais. Um deles disse: Isso é muito emocionante. Eu até me confessei ontem.

Sábia decisão.

Agora, nunca fui à Veneza, mas segundo me consta, os condutores são famosos por suas performances musicais. Fico aqui pensando o que será que eles cantaram para o Papa. O que vocês acham?

E assim estréio aqui no WordPress. Divulgue! 🙂

——

Gostaria de pedir ao leitor que fizesse a gentileza de avaliar o artigo marcando logo abaixo quantas estrelinhas o texto merece. Dê a sua nota. Participe!E se você quiser mais artigos sobre esse assunto, clique no botão “LIKE” logo abaixo, acima da caixa de comentário. Ajude o blog a crescer na direção daquilo que lhe interessa.