De volta à cova dos leões

(A Vatican two euro commemorative coin, December 16, 2004. REUTERS/Tony Gentile))

Três anos – Três eventos.

É só acompanhar o noticiário para ouvir o rugido dos leões. A cova não está longe.

União homossexual

17 de fevereiro de 2010 – Catholic Charities de Washington, D.C. anuncia que vai fechar seus centros de adoção e em 29 de dezembro de 2011 – Catholic Charities do Estado de Illinois anuncia que vai fechar seus centros de adoção. Eles preferem deixar de receber ajuda do governo federal do que se curvar à lei que obriga essas instituições a ir contra a sua crença entregando crianças para serem adotadas por casais de homossexuais.

Antes de continuar, é preciso esclarecer que existem outros centros de adoção que não são administrados por instituições católicas que oferecem esse tipo de serviço.

Seguro Saúde

01 de agosto de 2011 – Bispos americanos denunciam novo programa do governo que obriga as instituições religiosas a oferecer e pagar por “tratamentos médicos” (pilula anticoncepcional, aborto, esterilização…) contrários a crença católica. A pena para quem não cumprir a lei é de multas e impostos severos.

20 de janeiro de 2012 – Como o governo não arreda o pé, os bispos reagem dizendo que não vão obedecer uma lei injusta.

10 de fevereiro de 2012 – O governo diz que vai pensar no caso, mas nada será alterado antes das eleições. Bispos reiteram seu compromisso de lutar contra essa lei injusta que fere a liberdade de religião e de consciência.

12 de março de 2012 – Dois pesos, duas medidas? O povo Amish está isento de cumprir essa lei, mas o povo Católico não!!!

Lavagem de dinheiro

08 de março de 2012 – Não vou dizer que esse é o último ataque, mas sim o mais recente. O governo americano coloca o Vaticano na lista de instituições suspeitas de lavagem de dinheiro e portanto todas as transações internacionais entre o Vaticano e os EUA passarão a ser monitoradas pelo governo federal.

Sério?

O que está por trás de tudo isso? O que se observa de imediato é que essas novas leis e regulamentações dificultam a capacidade financeira da Igreja Católica de agir no mundo secular, empurrando, isolando sua influência ao púlpito paroquial. Atacam o bolso para calar a boca. Doce ilusão… a pedras falarão.

Parece que foi declara aberta novamente a estação de caça…. mas tudo bem, estamos acostumados à cova dos leões.

Saiba mais: Seis coisas que todo mundo devia saber sobre o mandado HHS

CNBB: Sujeito oculto oculto

Se não fosse a Igreja, a Ficha Limpa não teria tantas assinaturas. Gostaríamos de fazer um pouco de pressão agora”, disse Dom Steiner.

Segundo a Folha.com, Dom Steiner se refere à um abaixo-assinado, que estaria “supostamente” sendo apoiado pela CNBB. O objetivo seria recolher assinaturas contra o texto do Código Florestal.

Digo “supostamente” porque não tenho certeza, e quando a Imprensa menciona a CNBB nem sempre se trata da CNBB.

Continua a reportagem: Continuar lendo

Centro Brasileiro da JMJ em Madri

Em uma inicitativa das instuições americanas dos Cavaleiros de Colombo  e das Irmãs da Vida, os jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude de língua inglesa poderão se encontrar em um local próprio em Madri durante o evento.

Chamado Centro de Amor e Vida para os Peregrinos da Língua Inglesa, e localizado no Palacio de Esportes (foto), os jovens peregrinos poderão assistir a Missa, shows de música, catequese, exibições de arte e até filmes – tudo em inglês e grátis.

Brasil em Madri: segundo os Jovens Conectados, o Brasil conta com mais de 10.000 jovens inscritos e a CNBB vai até enviar uma delegação oficial: Continuar lendo

Summorum Pontificum: Entrevista exclusiva de Mons. Guido Pozzo

Graças à gentileza de Christiano Oliveira, reproduzo aqui a tradução que ele fez (cf. ele, um pouco apressada e sem correções) de uma entrevista exclusiva de Monsenhor Guido Pozzo, secretário da Comissão Pontifícia Ecclesia Dei, em francês, ao Nouvelles de France

O monsenhor esclareceu, recentemente, sobre a participação de mulheres “acólitas” na Forma Extraordinária da Liturgia, notícia que pode ser lida aqui.

E como eu não sei mais nada do idioma francês, não me atrevo a alterar uma vírgula que seja. E pensar que na escola a professora de francês exigia que nos levantássemos quando ela entrava na sala de aula para rezarmos juntos o Notre Pére. Minha memória virou jiló!!!

Sem mais delongas… Continuar lendo

Liturgia: Monsenhor esclarece: não é permitido o serviço de mulheres

Esclarecimento de Monsenhor Guido Pozzo sobre a participação de mulheres “acólitas” na liturgia extraordinária.

Em carta da Comissão Pontifícia Ecclesia Dei,  datada em 29 de maio de 2011, o monsenhor esclare o significado do parágrafo 28 da Instrução Universae Ecclesiae sobre a aplicação Carta Apostolica Summorum Pontificum. O parágrafo UE28 diz:

Outrossim, por força do seu caráter de lei especial, no seu próprio âmbito, o Motu Proprio Summorum Pontificum derroga os textos legislativos inerentes aos sagrados Ritos promulgados a partir de 1962 e incompatíveis com as rubricas dos livros litúrgicos em vigor em 1962.

Traduzo as palavras do monsenhor:

A este respeito, a Carta Circular da Congregação para a Doutrina da Fé e Disciplina dos Sacramentos de 1994 (cf. Notitiae 30 [1994] 333-335) que admitia mulheres e meninas ao serviço do altar, não se aplica à Forma Extraordinária.

Abaixo, a cópia da carta. Continuar lendo

Update: Chesterton e o Bispo intolerante

Dia 21/05 escrevi sobre a situação de Malta no artigo Chesterton e o Bispo Intolerante. Neste sábado, o povo votou e o resultado Continuar lendo

O destino do dinheiro da Cáritas brasileira

Hoje venho solicitar a colaboração do leitor.

Quem já não precisou da ajuda de alguém? A gente nasce precisando das pessoas; e a primeira a nos apoiar é nossa mãe. Mas e quando a criança é abandonada pela mãe ou perde os pais?

A nossa realidade é outra, e muitas vezes nos esquecemos que ainda hoje temos órfãos de guerra na África e no Oriente Médio. Não precisa ir muito longe, temos os nossos próprios órfãos.

“Após os horrores e devastações da Segunda Guerra Mundial, o Venerável Pio XII quis mostrar a solidariedade e a preocupação de toda a Igreja diante de tantas situações de conflito e emergência no mundo. E o fez dando vida a um organismo que promovesse no âmbito da Igreja universal uma maior comunicação, coordenação e colaboração entre as numerosas organizações caritativas da Igreja nos diversos continentes.”- (Bento XVI, 27/11/2011, 19a Assembléia Geral da Caritas Internacional)

No seu discurso aos membros da Cáritas reunidos na 19a Assembléia Geral, o Papa, mais uma vez, diz muito com poucas palavras, e prossegue Continuar lendo

O corretivo do padre

Até onde vai a autonomia de um padre? A que lhe obriga o voto de obediência? E por que não perguntar: onde é que o rio faz a curva?

Pe Pfleger é famoso em Chicago, diria até no país inteiro, por ser um padre que utiliza meios não muito ortodoxos em seu trabalho. Na cidade da Oprah e do Obama, padre também vira celebridade.

Em 2000,  ele veio dar uma palestra numa paróquia onde eu trabalhava na época. Lembro-me que ele tinha dois guarda-costas, e curiosa, pedi mais informações para alguém. Me disseram que ele era polêmico, que tinha um filho adotivo, e que sofria ameaças de morte.

De fato, o padre mexeu em caixa de marimbondo quando Continuar lendo

Chesterton e o Bispo intolerante

Considerando-se que hoje em dia a informação está ali na sua frente no click de um mouse, e os bytes viram megas gigas e teras, a impressão que tenho às vezes é que todo dia é dia de São Silvestre no asfalto da information highway. Eu acredito que a genética tem lá o seu papel no desempenho dos atletas e se o cérebro fosse um músculo alguns seriam um mini-Schwarzenegger-míster-universo cinzento.

No tempo da minha avó, as coisas eram mais simples, elas eram o que eram e ponto final. Ela não teve o benefício de uma máquina de lavar roupas, muito menos chegou sequer a ver um computador ao vivo e à cores. Mas quando se trata de informação e formação de consciência, facilidade e rapidez de acesso não se traduz em clareza e certeza. Muitas vezes precisamos de intérpretes. Continuar lendo

Tolerância intolerante: o que Nova York tem a ver com Brasília

O autor deste artigo que trago hoje está num outro hemisfério, mas até parece profecia daquilo que acontece no Brasil, e me faz lembrar de um video que o Jorge Ferraz publicou no blog dele. Leia primeiro o artigo abaixo, e depois leia e assista o vídeo lá no Deus lo Vult e veja por si só. Que país é esse em que o simples ato de protesto contra uma lei faz de si um criminoso?

Matrimonio: o cerne de toda civilização

por Arcebispo Dolan, Arquidiocese de Nova York Continuar lendo

Liturgia: tradição e progresso

Do discurso do Papa ao Instituto Litúrgico Pontifício em 06 de maio de 2011…

Não raro, contrapõe-se, de maneira desajeitada, tradição e progresso. Na verdade, os dois conceitos estão integrados: tradição é uma realidade viva, que por isso inclui em si o princípio do desenvolvimento, do progresso.

A liturgia,…, vive de uma relação correta e consistente entre a sã traditio e a legítima progressio. Continuar lendo