Sobre sandrakatzman

Brazilian, catholic, wife, godmother, lives in America, speaks Portuguese and English.

Saiba mais sobre a camisinha da mulher

De acordo com uma pesquisa do Ministério da Saúde feita em 2008, 90% das mulheres brasileiras sexualmente ativas conhecem ou já ouviram falar sobre a camisinha da mulher.

Você faz parte dos 90% ou dos 10%?

Ouvir falar.

— Amiga, você sabia que inventaram a camisinha da mulher?
— Não, não sabia.
—Então, inventaram.

Pronto, isso já é suficiente para essa pessoa fazer parte dos 90%? Não é isso que a declaração acima dá a entender? Aliás, não informaram a fonte da tal pesquisa, nem os parâmetros da pesquisa, o público entrevistado, nem nada. Mas estou querendo demais. O objetivo da notícia era informar que o Brasil vai distribuir 20 milhões dessas camisinhas de graça. Sim caro leitor: 20 milhões! Confesso fazer parte dos 10%.

A notícia acima dá a entender que esse negócio é valioso na proteção contra doenças sexualmente transmissíveis (DST), mas não dá detalhes sobre o produto. Não me contento com informação superficial. Então só me resta pesquisar. Afinal são 20 milhões de unidades!!!!

Conhecer.

O básico dessa tal camisinha da mulher todo mundo é capaz de imaginar. Dizem os defensores de seu uso que a mulher passa a ter o controle sobre a proteção de seu corpo contra as tais DSTs, gravidez indesejada, etc, uma vez que não depende mais de convencer o parceiro de transa a fazer uso do preservativo masculino… UAU, não consigo imaginar… 20 MILHÕES!!!

Não vou entrar no mérito da questão moral sobre o uso desses artifícios. A minha preocupação aqui é com o outro lado da moeda (continue lendo que eu chego lá). Para mim, uma notícia deveria informar com “i” maiúsculo. Dizer que o país vai distribuir esse número exorbitante de preservativos, que esses preservativos protegem contra DST’s, e que esse preservativo é popular (pelo menos 90% já ouviu falar) entre o público  destinatário parece ser uma coisa boa, não parece? Um VIVA para o Ministério da Saúde!!!! Uhuuuu. …20 milhões de transas protegidas pelo ministro. Tenha sempre em mente que isso faz parte supostamente da campanha de proteção contra o virus HIV.

O que não disseram

De acordo com a Mayo Clinic (um dos principais centros de pesquisa e tratamento médico sem fins lucrativos) estima-se que 21% das mulheres que fazem uso deste artifício ficam grávidas no primeiro ano. Não dá para comparar essa estatística com a outra, pois não sabemos, mais uma vez, quem foi o público alvo para chegar-se a esta estimativa. Porém, um dado importante que eles informam é que a camisinha da mulher tem uma taxa maior de falha do que a camisinha masculina. Ou seja, deixando de lado o fato de que a camisinha masculina também é falha, mesmo assim, só no ano passado foram distribuídas GRATUITAMENTE pelo governo brasileiro 493 MILHÕES de preservativos masculinos. Faça as contas de quantas transas nosso ministro da saúde está protegendo anualmente gratuitamente.

Mas nosso foco é a camisinha da mulher. O site da Mayo Clinic informa ainda que não haverá proteção se ela: furar ou rasgar, sair do lugar ou para fora ou para dentro, ou se for empurrada para o lado. Ah, difícil de acontecer isso, né, afinal precisaria de muita fricção para isso acontecer… desculpem-me o sarcasmo.

O que você acha? …20 milhões de unidades. Isso tem cara de proteção para você?

Ministério da Saúde

A notícia nos informa que governo brasileiro, através do Ministério da Saúde, vai distribuir a partir do mês de maio, 20 milhões de camisinhas femininas grátis, e sua maioria vai para a população em risco de contrair DST’s:
prostitutas
profissionais do sexo,
vítimas de violência doméstica: é, a mulher vai andar o dia inteiro com aquilo ali naquele lugar… vai que né, de repente alguém da casa resolve atacá-la,
viciadas em droga: vai que a mulher quer se drogar mas tem medo de ser vítima de ataque sexual, melhor prevenir, afinal já distribuem seringas descartáveis grátis,
e mulheres que vivem com portadores do vírus HIV: deve ser mesmo bastante constragedor o sujeito, além de ser portador do virus, ainda por cima ter que usar um preservativo para proteger sua parceira que ele tanto ama.

E afinal, é mais fácil o governo dar camisinha do que educar essas mulheres a viver uma vida mais digna, ou então eu é que estou desatualizada e camisinha também dá dignidade. Tem algo errado com esse cenário, ou sou eu que não estou raciocinando direito? Caramba!!! …20 milhões

O valor da conta

20 milhões de camisinhas grátis. Isso não cai do céu, não é criado ex-nihilo certo? … tem matéria prima, mão de obra, equipamentos, despesa com embalagem, transporte. Isso custa. Custa quanto? A pequena bagatela de 27.3 milhões de Reais.

Aos românticos e idealistas, sinto informar que tudo que o governo faz custa alguma coisa. Nada sai de graça. De onde o governo tira dinheiro para pagar a conta? Dos impostos que o cidadão paga. Mas e quando o governo não paga a conta? O governo dá algo em troca para quem está pagando a conta. O que exatamente? Difícil saber.

Quem paga essa conta?

Em dezembro de 2011 noticiou-se que o fabricante dessa camisinha da mulher recebera uma encomenda do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) de 20 milhões de camisinhas para serem entregues ao Brasil no ano fiscal de 2012. Essa entrega começaria a partir de março.

Mas se foi a ONU que fez a encomenda supõe-se que a ONU é quem paga a conta. Mas e o dinheiro da ONU vem de onde? Dos países membros. E o dinheiro dos países membros vem de onde? Da arrecadação dos impostos. E os impostos que é que paga? Você cidadão cumpridor dos seus deveres.

Mas e se empresas privadas fizerem doações monetárias? Ok, o dinheiro delas vem de onde? Do produto/serviço que elas comercializaram. Quem pagou por esse serviço/produto? A-d-i-v-i-n-h-a?

Resta saber se você está contente em financiar a proteção(?) gratuita da transa alheia.

O outro lado da moeda. Grátis?

Podemos ficar aqui fazendo quantos exercícios quisermos de suposições e cenários. A verdade é que é muito difícil para a pessoa comum saber e conhecer todas as artimanhas, negócios e afins que acontecem a portas fechadas. O que podemos e devemos é usar nossa inteligência e raciocínio crítico diante de notícias como essa.

Assim, numa outra notícia correlata, o fabricante americano da camisinha da mulher informa que seu distribuidor EXCLUSIVO no Brasil (Semina Indústria e Comércio) ganhou a licitação pública para fornecer esses 20 milhões de camisinhas ao ministério da saúde. De forma que fabricante e distribuidor fizeram um acordo de construir uma fábrica no Brasil se o consumo de camisinha da mulher continuar a crescer de forma significativa a ponto de alcançar uma média de … adivinha? … 20 milhões de unidades anualmente.

A conclusão, meu caros, eu deixo a cargo de vocês.

Leia também:
Dólares comprando consciências

Starbucks apóia “Casamento Gay”
Ford Foundation: de gravidezes a crucifixos indesejados

Anúncios

De volta à cova dos leões

(A Vatican two euro commemorative coin, December 16, 2004. REUTERS/Tony Gentile))

Três anos – Três eventos.

É só acompanhar o noticiário para ouvir o rugido dos leões. A cova não está longe.

União homossexual

17 de fevereiro de 2010 – Catholic Charities de Washington, D.C. anuncia que vai fechar seus centros de adoção e em 29 de dezembro de 2011 – Catholic Charities do Estado de Illinois anuncia que vai fechar seus centros de adoção. Eles preferem deixar de receber ajuda do governo federal do que se curvar à lei que obriga essas instituições a ir contra a sua crença entregando crianças para serem adotadas por casais de homossexuais.

Antes de continuar, é preciso esclarecer que existem outros centros de adoção que não são administrados por instituições católicas que oferecem esse tipo de serviço.

Seguro Saúde

01 de agosto de 2011 – Bispos americanos denunciam novo programa do governo que obriga as instituições religiosas a oferecer e pagar por “tratamentos médicos” (pilula anticoncepcional, aborto, esterilização…) contrários a crença católica. A pena para quem não cumprir a lei é de multas e impostos severos.

20 de janeiro de 2012 – Como o governo não arreda o pé, os bispos reagem dizendo que não vão obedecer uma lei injusta.

10 de fevereiro de 2012 – O governo diz que vai pensar no caso, mas nada será alterado antes das eleições. Bispos reiteram seu compromisso de lutar contra essa lei injusta que fere a liberdade de religião e de consciência.

12 de março de 2012 – Dois pesos, duas medidas? O povo Amish está isento de cumprir essa lei, mas o povo Católico não!!!

Lavagem de dinheiro

08 de março de 2012 – Não vou dizer que esse é o último ataque, mas sim o mais recente. O governo americano coloca o Vaticano na lista de instituições suspeitas de lavagem de dinheiro e portanto todas as transações internacionais entre o Vaticano e os EUA passarão a ser monitoradas pelo governo federal.

Sério?

O que está por trás de tudo isso? O que se observa de imediato é que essas novas leis e regulamentações dificultam a capacidade financeira da Igreja Católica de agir no mundo secular, empurrando, isolando sua influência ao púlpito paroquial. Atacam o bolso para calar a boca. Doce ilusão… a pedras falarão.

Parece que foi declara aberta novamente a estação de caça…. mas tudo bem, estamos acostumados à cova dos leões.

Saiba mais: Seis coisas que todo mundo devia saber sobre o mandado HHS

Homens e Deuses e Youcat

Sabe aquela impressão de que a coisa não anda, que a vida não vai pra frente, que a gente não sai do lugar?

Você reza, você pede à Deus que te abra um caminho, que te mostre uma solução, e nada. Você fez (ou acha que já fez) de tudo, e as coisas não mudam, não há um fim à vista.

Quem já não passou por isso?

Esse fim de semana assisti finalmente o filme Homens e Deuses. Não vou fazer uma sinopse, nem uma crítica… tem muitas por aí, é só procurar.

Os monges viviam uma fase de dúvida, incerteza, uma decisão a tomar, Deus parece não responder.

“Eu não sei quando ou como isso tudo vai terminar. Enquanto isso, cumpro o meu dever… cuido dos pobres e doentes, esperando o dia ou a hora de fechar meus olhos. Meu querido amigo, reze por mim, que minha partida desse mundo seja feita na paz e alegria de Jesus.”  (Frei Luc)

A coisa não anda? A vida não vai pra frente? Parece que a coisa não vai ter fim?

Cumpra o seu dever.

Você tem um emprego? Trabalhe. Você é estudante? Estude. Você tem filhos? Eduque. Você vive uma situação difícil? Faça o melhor que puder e confie.

Você é cristão?

“Deveis conhecer aquilo em que credes…deveis ser muito mais profundamente radicados na fé do que a geração dos vossos pais, para poder resistir com força e decisão aos desafios e às tentações deste tempo. Tendes necessidade da ajuda divina, se a vossa fé não quiser esgotar-se como uma gota de orvalho ao sol, se não quiserdes ceder às tentações do consumismo, se não quiserdes que o vosso amor afogue na pornografia, se não quiserdes trair os débeis e as vítimas de abusos e violência.” (Prefácio ao Catecismo da Igreja para Jovens (Youcat) do Papa Bento XVI)

Eu não sei muito bem das tramas da vida, se acontecem, por que acontecem, como acontecem. A gente planeja tanta coisa que não acontece. Domingo eu não planejei assistir Homens e Deuses, mas assisti. E Youcat? Estava à venda na saída da Missa.

Youcat

 

“tudo o que os homens fazem é insuficiente e pode ser melhorado” (Bento XVI)

 

Nunca é tarde para aprender. Se você não sabe do que se trata, informe-se aqui.

Noite de Natal.

Dizem que a catedral lota, é melhor se prevenir. No bilhete diz claramente: os lugares ficarão reservados mas até determinado horário.

Vamos à pé ou de carro? O que diz o termômetro? Não sei, vou tirar fotos lá fora enquanto você acaba se de arrumar…. De carro, vamos de carro.

Dobramos a esquina e à nossa frente uma muralha humana envolve a igreja. Mas não são nem 22:30hs? Quem são? Por que vieram? O que fazem aqui? Estou no lugar certo? Moço, que fila é essa?

Algo me diz que Noite Feliz não será à luz de velas dessa vez. Pra que será esses holofotes? Por que tanta luz? Seria uma metáfora?  Alguém passa carregando incenso enquanto um sussuro aos meus ouvidos me diz: “Parece que a missa vai ser transmitida ao vivo.”

Entro no túnel do tempo, e desço em frente a uma caverna dois mil anos atrás. Não há multidão na porta, mas uma estrela brilha no céu. Não tenho ingressos, mas sinto frio e o cheiro não é de incenso.

Quem sou eu? Por que vim? O que faço aqui?

Ideologia: cadeia ou igreja?

Não vejo possibilidade num futuro próximo de eu poder entender a ideologia dos progressistas, ou seria ódio de religião? Entre cadeia ou igreja, preferem a cadeia. Continuar lendo

Prudência no meio de lobos

Pensamento do dia: “Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes como as serpentes, mas simples como as pombas.” (Mt 10,16)

Como assim ser prudente como a serpente?

Ontem eu li uma notícia que me causou uma reação inusitada. Basicamente ela ilustra bem a luta cultural que está acontecendo debaixo dos nossos narizes atualmente.  Trocando em miúdos, existe uma campanha em andamento que tem como objetivo forçar a PayPall a cancelar as contas de várias instituições/indivíduos pró-familia, entre os quais está a TFP e Julio Severo. Continuar lendo

CNBB: Sujeito oculto oculto

Se não fosse a Igreja, a Ficha Limpa não teria tantas assinaturas. Gostaríamos de fazer um pouco de pressão agora”, disse Dom Steiner.

Segundo a Folha.com, Dom Steiner se refere à um abaixo-assinado, que estaria “supostamente” sendo apoiado pela CNBB. O objetivo seria recolher assinaturas contra o texto do Código Florestal.

Digo “supostamente” porque não tenho certeza, e quando a Imprensa menciona a CNBB nem sempre se trata da CNBB.

Continua a reportagem: Continuar lendo

Centro Brasileiro da JMJ em Madri

Em uma inicitativa das instuições americanas dos Cavaleiros de Colombo  e das Irmãs da Vida, os jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude de língua inglesa poderão se encontrar em um local próprio em Madri durante o evento.

Chamado Centro de Amor e Vida para os Peregrinos da Língua Inglesa, e localizado no Palacio de Esportes (foto), os jovens peregrinos poderão assistir a Missa, shows de música, catequese, exibições de arte e até filmes – tudo em inglês e grátis.

Brasil em Madri: segundo os Jovens Conectados, o Brasil conta com mais de 10.000 jovens inscritos e a CNBB vai até enviar uma delegação oficial: Continuar lendo

ONU protege mandamento divino?

Tendo Deus terminado no sétimo dia a obra que tinha feito, descansou do seu trabalho.  Ele abençoou o sétimo dia e o consagrou, porque nesse dia repousara de toda a obra da Criação.

O mandamento divino diz que devemos santificar o domingo e guardar os dias santos. A lei antiga, mais especificamente, manda:

Lembra-te do dia do Sábado para o santificar. Durante seis dias trabalharás e farás todos os trabalhos. Mas o sétimo dia é sábado do Senhor teu Deus. Não farás nele nenhum trabalho, nem tu, nem teu filho ou tua filha, nem o teu servo nem a tua serva, nem o teu gado, nem o estrangeiro que vive em tua cidade. Porque em seis dias o Senhor fez o céu e a terra, o mar e tudo o que eles contêm: mas ao sétimo diz descansou. Por isso o Senhor abençoou o dia de sábado e o consagrou.

Mas o que isso tem a ver com a ONU? Continuar lendo

Tecnologia: verdade aterrorizante

A tecnologia é um bicho-de-sete-cabeças para aqueles que não acompanharam os avanços tecnológicos das últimas décadas. É verdade que a maioria das pessoas que você encontra na Net são jovens com menos de 30 anos. Aterrorizante? Não.

Então o que é aterrorizante?

Alguns podem questionar se a tecnologia não  estaria nos afastando de Deus. Existem muitas coisas que podem nos afastar de Deus. Geralmente damos a isso o nome de pecado: resultado do desequilíbrio, do uso desregrado que fazemos delas. Mas não sou a pessoa mais capacitada para dizer o que é ou não pecado. Tem dúvida? Procure seu confessor.

A Igreja não tem medo do novo, prova disso foi o encontro de bloqueiros no Vaticano em maio deste ano. O Vaticano tem faz tempo um canal no YouTube, o site do Vaticano foi re-desenhado recentemente, e vem mais novidade por aí.

Chesterton também não teria reservas afinal, ele sabe que a Fé sempre sobrevive:

“A Cristandade sofreu uma série de revoluções e em cada uma delas houve a morte do Cristianismo. O Cristianismo morreu e ressuscitou tantas vezes porque possui um Deus que sabia o caminho para fora do sepulcro. O primeiro fato extraordinário que marca a história é este: a Europa foi virada de cabeça para baixo repetidas vezes; e no final de cada uma dessas revoluções, no seu topo, sempre se encontrou a mesma religião. A Fé está constantemente transformando as épocas, não como uma religião velha, mas como um religião nova.”

Transformar, converter nossa época. Essa transformação, essa conversão é possível através da evangelização. O que pode parecer aterrorizante é que somos chamados pelo papa, todos nós, jovens, e não tão jovens assim (como é o meu caso), a participarmos da nova evangelização na era digital. E, da mesma forma que não podemos ignorar esse chamado, não podemos ignorar a nova tecnologia.

Mas tem muita gente que nem escrever um e-mail sabe? Meu próprio pai é um deles, ele não sabe nem mesmo usar os contatos do celular, pior, ele não sabe sequer usar o celular… simplesmente não lhe entra na cabeça.

Daniel H. Wilson, autor do livro Hobopocalypse, escreveu recentemente num artigo para o Wall Street Journal:

“Mark Zuckerberg não criou o Facebook para pessoas com filhos e hipotecas imobiliárias. A tecnologia é criada pelos jovens, para os jovens… Os jovens se adaptam rapidamente às coisas mais absurdas.

Pense na rede social Foursquare, onde as pessoas não só anunciam voluntariamente a sua localização, mas ganham patetas condecorações virtuais por isso. Meu primeiro instinto foi ignorar o Foursquare – pelo resto da minha vida, se preciso for.

E é este o problema. Conforme envelhecemos, o processo de adaptação diminiui consideravelmente…

“E daí?” você pode perguntar. Esses jovens podem ficar com sua preciosa Internet.

Eu não estou dizendo que você precisa se atualizar. Mas a partir do momento que você escolhe parar de se desenvolver, seu mundo começa a encolher. Você será capaz de se comunicar com um número menor de pessoas, especialmente os jovens.”

A nossa meta deveria ser viver o nosso dia-a-dia da mesma forma que Santo Agostinho:

“Corrigir os indisciplinados, confortar os pusilânimes, amparar os fracos, refutar os opositores, precaver-se dos maliciosos, instruir os ignorantes, estimular os negligentes, frear os provocadores, moderar os ambiciosos, encorajar os desanimados, pacificar os litigiosos, ajudar os necessitados, libertar os oprimidos, demonstrar aprovação aos bons, tolerar o maus e [ai de mim!] amar a todos.”

Para isso eu preciso de tecnologia? Depende de com quem você deseja se comunicar.

E aqueles que se encontram isolados, quer porque não conseguem acompanhar o desenvolvimento tecnológico ou porque se encontram em regiões onde é impossível o acesso às novas tecnologias?

Encontrei respostas nas palavras de nosso querido papa:

“Quando já ninguém me escuta, Deus ainda me ouve. Quando já não posso falar com ninguém, nem invocar mais ninguém, a Deus sempre posso falar. Se não há mais ninguém que me possa ajudar – por tratar-se de uma necessidade ou de uma expectativa que supera a capacidade humana de esperar – Ele pode ajudar-me. Se me encontro confinado numa extrema solidão…o orante jamais está totalmente só.”

A verdade aterrorizante, na minha opinião, não é não acompanhar a tecnologia. É não ter uma vida de oração!

Esse Papa não está no gibi: Não estava!

O empresário Jonathan Lin está para lançar uma revista de gibi no estilo “mangá” cujo principal personagem é o Papa Bento XVI. O gibi será distribuído gratuitamente em Madri durante a Jornada Mundial da Juventude em agosto. São 300.000 exemplares em inglês e espanhol.

O nome da revistinha é Habemus Papam e Lin diz que os gibis serão distribuídos nas igrejas, hotéis, albergues da juventude, escolas, metrô, aeroporto, quiosques de informação, atrações turísticas e eventos.

Lin tem 36 anos e é o fundador e editor do Manga Hero – uma empresa que produz revistas em quadrinhos no estilo japonês localizada em San Raphael, CA. Seus personagens são heróis e heroínas marcados pela honra, sacrifício, coragem, fé, amor e sabedoria.

“Nós quisemos usar “mangá” como uma ferramenta para mostrar para a juventude e para o mundo que a Igreja não tem medo da modernidade e nem da cultura em evolução. Ela não tem medo de usar, neste caso, os novos e atraentes tipos de mídia que permitem a conexão com os jovens no seu próprio ambiente.”

Ele notou que o Papa João Paulo II tinha pedido que fossem utilizadas novas formas de meios de comunicação que abrangessem os jovens, a fim de se construir uma “cultura de amor e dignidade”, e a “mangá” é este meio.

A revistinha terá 32 páginas, e os personagens ajudarão a contar a história de Bento XVI, um papa que ele diz ser “amável, sábio e muito inteligente e que se preocupa muito com o seu rebanho“.

Lados opostos. Compare o Habemus Papam desse jovem com o do cineasta Nanni Moretti. Compare e analise a forma diferente como exploram o tema. Perceba a diferença de objetivos a serem alcançados.

Eu assisto muitos filmes, mas sempre curtia os gibis na minha juventude. Resta saber quem será mais bem sucedido. Eu sei pra quem vou torcer.

Summorum Pontificum: Entrevista exclusiva de Mons. Guido Pozzo

Graças à gentileza de Christiano Oliveira, reproduzo aqui a tradução que ele fez (cf. ele, um pouco apressada e sem correções) de uma entrevista exclusiva de Monsenhor Guido Pozzo, secretário da Comissão Pontifícia Ecclesia Dei, em francês, ao Nouvelles de France

O monsenhor esclareceu, recentemente, sobre a participação de mulheres “acólitas” na Forma Extraordinária da Liturgia, notícia que pode ser lida aqui.

E como eu não sei mais nada do idioma francês, não me atrevo a alterar uma vírgula que seja. E pensar que na escola a professora de francês exigia que nos levantássemos quando ela entrava na sala de aula para rezarmos juntos o Notre Pére. Minha memória virou jiló!!!

Sem mais delongas… Continuar lendo

Liturgia: Monsenhor esclarece: não é permitido o serviço de mulheres

Esclarecimento de Monsenhor Guido Pozzo sobre a participação de mulheres “acólitas” na liturgia extraordinária.

Em carta da Comissão Pontifícia Ecclesia Dei,  datada em 29 de maio de 2011, o monsenhor esclare o significado do parágrafo 28 da Instrução Universae Ecclesiae sobre a aplicação Carta Apostolica Summorum Pontificum. O parágrafo UE28 diz:

Outrossim, por força do seu caráter de lei especial, no seu próprio âmbito, o Motu Proprio Summorum Pontificum derroga os textos legislativos inerentes aos sagrados Ritos promulgados a partir de 1962 e incompatíveis com as rubricas dos livros litúrgicos em vigor em 1962.

Traduzo as palavras do monsenhor:

A este respeito, a Carta Circular da Congregação para a Doutrina da Fé e Disciplina dos Sacramentos de 1994 (cf. Notitiae 30 [1994] 333-335) que admitia mulheres e meninas ao serviço do altar, não se aplica à Forma Extraordinária.

Abaixo, a cópia da carta. Continuar lendo

O significado de tolerância

Tolerância: uma palavra bastante em moda. Ela é equiparada à “mente aberta” e vem acompanhada de respeito humano. 

Voltaire (1694-1778), quando escreveu sobre tolerância, disse que já que somos todos cheios de fraquezas e de erros, devemos perdoar mutuamente as nossas obscenidades; que essa é a primeira lei da natureza.

Mas o que é tolerância?

Como Voltaire queria destruir o cristianismo, prefiro refletir sobre o “Apelo à intolerância” do arcebispo Fulton Sheen. Continuar lendo

Cidadania e consciência

consciência?

Os acontecimentos ao redor do PLC 122 e as respostas dos vários setores da sociedade brasileira: uma reflexão sobre o significado de democracia, liberdade de consciência e liberdade de expressão.

Existe muita confusão sobre esse projeto de lei e tem muita gente falando bobagem. Alguns acham que existe um certo exagero por uma parte da população, e clamam por bom senso e equilíbrio. O problema é quando isso passa a ser confundido com o politicamente correto. Continuar lendo

Era digital: 7 razões de Bento XVI para interagir online

Este ano foi testemunha da influência de ferramentas tipo Twitter como meio de comunicação eficaz em países onde a censura tentava impedir o burburinho de uma revolução. Em muitos desses lugares, é a Internet que possibilita atualmente a divulgação dos fatos como e quando eles acontecem.

O que fazer quando o jornalismo local é vendido ou sequestrado pelos interesses de uns poucos, quando fica impossível formar opinião e tomar decisões baseadas em fatos reais, e onde o medo ou o conformismo paralisa e cala a voz de muitos?

O Papa Beato João Paulo II viveu numa época de perseguição, conheceu a que ponto a crueldade humana é capaz de chegar, e por isso mesmo sua mensagem “Não tenhais medo!” é de um peso enorme. Tanto que muitos reconheceram sua influência no mundo e conspiraram para calar sua voz. Ele continuou, sem medo, sendo um catalisador da comunicação da verdade, até o fim. E não era de se esperar menos de um santo.

Não me esqueço da última vez que ele apareceu em público, numa espécie de janela para o jardim das oliveiras, onde era quase palpável sua angústia por não mais ser capaz de se comunicar com aqueles que ele tanto amou. Continuar lendo

Tecnologia: Ética e Segurança na Web

Revista Italiana

Quem não gostaria de ter o dom de aprender todos os principais idiomas a ponto de ler e escrever com facilidade em qualquer língua?

Eu não sei de você, mas penso que isso abriria um horizonte completamente diferente, ainda mais agora com conexões de banda larga cada vez mais acessível… é eu sei que em certos lugares parece que a Internet é movida a manivela; mas há esperanca.

Outro dia falei aqui sobre a suposta necessidade de que as pastorais orientassem pais e filhos sobre parâmetros para os relacionamentos em redes sociais.

Hoje venho falar sobre um artigo (correlato) que saiu numa revista italiana intitulado: Ética e Segurança na Web Continuar lendo

Update: Chesterton e o Bispo intolerante

Dia 21/05 escrevi sobre a situação de Malta no artigo Chesterton e o Bispo Intolerante. Neste sábado, o povo votou e o resultado Continuar lendo

Tecnologia: É hora de se criar uma pastoral para isso?


A maioria dos pais e dos adolescentes jamais ouviram da parórquia, ou grupo religioso, ou fóruns públicos sobre como as famílias podem utilizar da melhor forma a tecnologia de mídia e entretenimento. Ou seja, a maioria das famílias não recebem nenhuma orientação ou assistência sobre como integrar a tecnologia em sua vida familiar.

Esta foi a conclusão a que chegou uma pesquisa Continuar lendo

O destino do dinheiro da Cáritas brasileira

Hoje venho solicitar a colaboração do leitor.

Quem já não precisou da ajuda de alguém? A gente nasce precisando das pessoas; e a primeira a nos apoiar é nossa mãe. Mas e quando a criança é abandonada pela mãe ou perde os pais?

A nossa realidade é outra, e muitas vezes nos esquecemos que ainda hoje temos órfãos de guerra na África e no Oriente Médio. Não precisa ir muito longe, temos os nossos próprios órfãos.

“Após os horrores e devastações da Segunda Guerra Mundial, o Venerável Pio XII quis mostrar a solidariedade e a preocupação de toda a Igreja diante de tantas situações de conflito e emergência no mundo. E o fez dando vida a um organismo que promovesse no âmbito da Igreja universal uma maior comunicação, coordenação e colaboração entre as numerosas organizações caritativas da Igreja nos diversos continentes.”- (Bento XVI, 27/11/2011, 19a Assembléia Geral da Caritas Internacional)

No seu discurso aos membros da Cáritas reunidos na 19a Assembléia Geral, o Papa, mais uma vez, diz muito com poucas palavras, e prossegue Continuar lendo